Fundação Terra

Registro documental da Fundação Terra e de seu trabalho social em Arcoverde (PE), no semi-árido pernambucano.

 

O Lar de idosos cuida de pessoas que, na maioria dos casos, foram abandonadas pela família e sofreram abusos.

Sobre a Fundação Terra

1984, Arcoverde, Pernambuco - 250 km do Recife, divisa entre agreste e sertão. Em um lixão na periferia, mais conhecido como "Rua do Lixo", viviam cerca de 200 famílias em condições miseráveis; muitos deles sobreviviam do próprio lixo. Eis que a Diocese de Pernambuco envia um padre jovem para exercer seu sacerdócio na comunidade - que ao povo, inicialmente, pareceu uma ideia maluca. Padre Airton Freire transfere-se para a Rua do Lixo e, comovido pela extrema pobreza, dá início ao projeto a que dedicaria sua vida: a Fundação Terra. Com o passar do tempo, a iniciativa transformou a Rua do Lixo e trouxe melhores condições aos habitantes de lá.

Em 2018, quando estive em Arcoverde, fui à Rua do Lixo (que se tornou uma rua sem lixo) conhecer a sede da Fundação Terra e documentar seus projetos sociais. Além de Arcoverde e região, a Fundação expandiu sua atuação para outras locais, como Recife e Maracanaú (CE). Suas atividades contemplam as seguintes áreas: Educação, com cursos profissionalizantes, creches e escolas; Saúde, em que o principal centro é o Mens Sana, o primeiro de reabilitação física, auditiva, visual e intelectual do estado credenciado ao SUS; e Assistência Social, com diversos projetos que acolhem idosos, crianças, jovens e desabrigados.

Aqui estão alguns dos registros que fiz para a Fundação Terra; de seu dia a dia, seus projetos e pessoas que conheci. 

 

O início do sertão - paisagem que se vê adentrando a área rural de Arcoverde.

 

Amanhecer no Sítio da Malhada, sede da Fundação Terra na área rural.