SAS Brasil: Sertões 2019

 O SAS Brasil (Saúde e Alegria no Sertões) é um projeto social que leva medicina especializada, alegria e conscientização a comunidades afastadas no Brasil profundo. Aqui, um pouco da expedição que acompanhou o Rally dos Sertões em agosto de 2019, indo de Campo Grande (MS) até Aquiraz (CE).

 

Palhaço Dr. Lunático promovendo a alegria.

A Expedição de 2019

Em 2013, apenas oito voluntários embarcaram na primeira expedição do SAS Brasil junto com o Rally dos Sertões. Seis anos depois, a equipe aumentou em mais de dez vezes: foram 92 voluntários que ajudaram a impactar cerca 13.056 pessoas e realizar 2.770 atendimentos médicos e 1.752 procedimentos e cirurgias. O foco é medicina especializada, menos acessível em regiões afastadas, incluindo as áreas da oftalmologia (projeto Ver Magia), odontologia (projeto Sorrisaria), ginecologia (projeto Anariá), dermatologia e otorrino.

 

Além da saúde, outras atividades acontecem nas ações do SAS: as brincadeiras da Alegria, pelas quais passaram cerca de duas mil crianças ao longo de toda a expedição; a frente de valorização da mulher do projeto Anariá, que realiza um trabalho importante de conscientização de violência doméstica; a área da Sustentabilidade, que plantou 300 mudas de árvores ao longo do caminho; os atendimentos de veterinária, no projeto Patinhas Amigas, entre outras atividades e parcerias com projetos locais - sim, a programação costuma ser bem intensa em um dia típico de ação do SAS Brasil.

 

Atendimento do projeto Ver Magia (oftalmopediatria)

 

Imagens: Atendimentos do projeto Sorrisaria (odontopediatria)

 

Brincadeiras em meio à ação na aldeia urbana Darcy Ribeiro, em Campo Grande (MS)

 

Imagens: crianças e voluntários são pintados pelo time da Alegria, tornando os atendimentos mais divertidos

Projeto Ver Magia

O projeto de oftalmopediatria, o Ver Magia, busca melhorar a qualidade da visão de crianças que estudam em escolas públicas e, dessa forma, consegue gerar um impacto de longo prazo. Problemas na visão representam um dos fatores mais prejudiciais para o desempenho escolar, e considerando isso, é feita previamente uma triagem nas escolas públicas de cada cidade atendida para mapear quais alunos precisam passar em consulta. No dia da ação, as crianças selecionadas são atendidas pelos voluntários oftalmologistas, realizando exames de vista que apontam se é necessário o uso de óculos em cada caso. Quando necessário, a criança ganha um óculos novo, que será feito sob medida e enviado para a escola.

 

Na expedição dos sertões de 2019, foram feitos 1.224 atendimentos oftalmológicos e doados 404 pares de óculos. Para muitas das famílias, o acesso à consulta oftalmológica é difícil ou inviável financeiramente, se na rede particular. O Ver Magia, portanto, torna-se uma oportunidade importante.

 

Imagens: projeto Ver Magia (oftalmopediatria)

Pontos de parada

Pela primeira vez, duas expedições paralelas acompanharam os Sertões. Dividindo seus voluntários, o SAS atendeu quase todas as cidades por onde passaram as provas do rally. 

 

Começando no Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, foram dois dias de ação - um na aldeia urbana Darcy Ribeiro e outro na comunidade quilombola Tia Eva. No Mato Grosso, a expedição passou por Barra do Garças e também Alto Garças, que não estava no roteiro do rally, mas foi incluída no do SAS. Em Goiás, São Miguel do Araguaia; no Tocantins, São Félix do Tocantins; no Piauí, Bom Jesus, com dois dias de ação; e por fim, Aquiraz, no Ceará, a linha de chegada.

 

As duas expedições percorreram juntas cerca de 13.200 km em 11 dias, dentre eles, 9 foram dias de ação social.